segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

essas são as cores
convites

que o meu corpo pediu

e não recusas
um desejo:

tão nosso


quando finjo que você se afoga, ana
na banheira da minha nova casa
um pouco
de mim continua a acreditar

é ao mesmo tempo
uma queixa da velocidade
dos nossos pulmões

o mesmo ar que eu respiro não é o ar que você respira
e está tudo bem
rodovias não esperam coragem
e está tudo bem, ana

um guarda-chuva não ampararia
qualquer porção d'água

mais veículos
sim
se dirigem ao sul do país

aeroportos aguardam o seu vôo

é do uruguai que se vai, ana.
 
---
(para benhur b., meu querido)

domingo, 6 de janeiro de 2013

ela se aproxima da porta da entrada principal
escuta, ao longe, bem longe, uma piscadela do bolero de ravel
algum músico está se apresentando aqui?, deve ter pensado
e sim

quando endireita o corpo para o peito da janela
confirma a existência da biblioteca
adentra

curioso não poder falar alto, oferecer petiscos e tomar coca-cola
aqui dentro

ela se distancia da porta da entrada principal
coloca o fone de ouvido, bem próximo: derradeiro encontro particular
algum músico está se apresentando lá dentro, deve ter cogitado
e sim

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013


desde sexta passada que organizo uma grande pasta de música que servirá para o momento de imersão - minha e do personagem

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

janeiro-bom