domingo, 16 de outubro de 2011

"ele só poderia ter esse nome, ele só poderia ter esse nome. é bonito como ele.
e ele faria todo o sentido do mundo nesse domingo chuvoso,"

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

"o que jamais se esqueceria
pois nem principiou a ser lembrado.
(...)
a vida não chega a ser breve."

c. d. de andrade.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

mate,

mas e se eu não me levantar e não escrever? de manhã, eu sei. desaprendo boas horas, todos os dias, para que o carinho que envolve o meu coração aconteça; "alguém dizendo quente entre os dentes palavras tão gentis", palavras que eu sei que mereço: teatro. não poderia me avaliar sem amor, sem repetir comigo mesmo o quanto é valioso estar lá, no palco, tomado pelo corpo da cenografia, e lá, nas aulas de teatro. mate boa parte das minhas necessidades deste conhecimento. mate o que eu sei para que eu dê um espacinho a mais para este novo conhecimento.
um nove para mim. em novembro eu estreio a minha proposição cenográfica épica. em nove. e um dez para o mate. um dez que ensina a gente a respirar mansinho. um dez para o mate.
eu estou feliz, estou feliz por estar aprendendo.

com um carinho danado,
b