sábado, 7 de novembro de 2009

existe uma fronteira não muito agradável
entre o começo real e o começo do que está por vir
se eu te desse um abraço
você apenas diria que não é suficiente

as lágrimas podem não acabar
se você diz não se emocionar
quando eu te der um abraço

existe um pequeno lenço perfumado
entre a despedida de ontem e o sol da janela de agora
se eu te desse um motivo
você apenas diria que não é necessário

posso optar por ficar
se você diz não se importar
quando eu te der além do meu abraço